4 coisas que eu ODEIO na maternidade

Eu odeio o sentimento de impotência.

A impotência é para mim o mais frustrante sentimento da maternidade. Não poder proteger, nem diagnosticar e muito menos curar uma doença. Não proteger de grandes machucados, não poder tirar uma dor… Isso é sem dúvida o nível máximo de sentir-se inútil.

Eu odeio o medo que acompanha meu coração.

É medo do futuro, medo presente. Medo que se afogue, medo que não coma sem a minha presença. Medo que leve um choque, medo que caia de cabeça. Medo que seja raptado, medo que seja atropelado. Medo que outra pessoa não cuide tão bem, medo de superproteger. Tudo isso aliado a cara de coragem e apoio, pois sei que ir é necessário, e desejo do fundo do coração que eles vão seguros e felizes.

Eu odeio hipocrisia materna e me canso das mães pseudo perfeitas.

Partindo do princípio que antes de sermos mães somos pessoas, que erram, acertam, aprendem e amam muito, e que acima de tudo parimos uma pessoa, que vai errar, acertar e testar a gente até não poder mais, não me venha com um discurso ensaiado de que sua vida é um eterno rosa claro. Quer saber, até venha, pois isso realmente não me afeta, mas por favor, guarde seu veneno sobre as outras mães da face da terra para você, pois ouvir uma mãe julgando outra sem o mínimo de noção, me dá vontade de chorar.

Eu odeio a culpa sem fim.

Porque ela está ali, sempre presente. Ela está ali dizendo que posso ser melhor, que não fiz tudo que podia. Ela está ali até quando eu fiz tudo que podia. Ela está ali quando existe comparações. E está ali em dias que me sinto muito cansada e estou de saco cheio do mundo. Ela está ali quando a minha calça jeans ainda não voltou a servir e me acabo em um balde de brigadeiro. Ela está ali quando simplesmente não sei o que fazer e me sinto a pior das maẽs. Enfim… a culpa.

Porque a maternidade é assim, as coisas que são boas são MUITO boas, emocionam e enchem o coração, a casa, o mundo de alegria e amor. Mas as coisas que são ruins são MUITO ruins e dão vontade de fugir para uma ilha deserta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 ideias sobre “4 coisas que eu ODEIO na maternidade

  1. Eu odeio quem se mete na criação, forma de dar banho e até como respira a minha filha seopediatrajámostroucomnumeroseprovasqueelaestábem rs. Odeio minha impotência com algums coisas da maternidade. Mas olha, eu soltei o pé do freio e procuro não encanar com tudo isso. Fazer o justom necessário e importante com muito amor, isso é tudo. Ahhh, que bacana alguém que como eu, queria um super blog (mas você tem, viu! rs) mas que no final, as amizades aqui são o mais importante. Beijinhos

    PD: odeio os pais que repetem seus nomes nos filhos kkkk

  2. Diana querida,

    Há muito tempo acompanho seu blog, eu amo você seus filhos sua família. Me encanta sua maneira honesta e simples de ser você e principalmente de ser mãe e esposa. Não tenho saco para essa chuva de blogs de mães com suas dicas de “enxoval nos EUA”… e todas essas amenidades… Eu não tenho filhos, sou casada há dois anos e estou me preparando, mas te confesso que leio seu blog todos os dias para aprender contigo e perceber de verdade o que é ser mãe. (vc é um luxo, sou mais velha que você e olha só… tu és meu exemplo).
    Você esta de parabéns, peço a Deus que te proteja e a mantenha assim, ajudando o proximo e edificando seu lar. Parabéns.

    • Olá Débora,
      Receber um carinho como esse é uma coisa tão gostosa que faz valer a pena todo o trabalho do blog. Fico muito feliz quando encontro gente que compartilha dos mesmos ideais e valores que eu. Muito obrigada por escrever e me dizer que passa por aqui. E saiba, a sua resposta melhorou meu dia!
      Um grande beijo
      Diana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>