2 anos de Inventare!

Quando comecei a escrever no blog não fazia ideia direito do que esperava, nem pelo meu foco, nem em relação as proporção que as coisas tomariam. Passou um ano inteiro até que o blog finalmente encontrasse seu nicho e eu finalmente me sentisse segura para falar sobre minha real paixão. Desde que passamos a falar sobre família, filhos, perrengues e amores da maternidade encontrei um público fiel e que gosta de ler as coisas que escrevo, da minha linguagem fotográfica e de nossos DIY envolvendo as crianças.

Nesses dois anos descobri uma das coisas mais legais desse mundo virtual, descobri pessoas com gostos em comum, com histórias em comum, com desejos e aspirações muito parecidas. E dessas pessoas, muitas viraram amigas. Amigas essas que nunca cruzariam meu caminho se não fosse por esse canal de comunicação.

Nesses dois anos recebi muitos emails que me emocionaram, emails de gente que de alguma forma se sentiu tocado com algumas histórias, pessoas que reproduziram em casa um passo a passo, uma receita e que vieram me mostrar os resultados, pessoas que iniciaram um negócio próprio através dos tutoriais e vieram agradecer, pessoas que se identificam de verdade com a forma que eu procuro educar meus filhos.

Inventare é minha casa virtual, é a forma  que encontrei para expressar minhas ideias, aspirações e inspirações. Foi uma forma que encontrei, mesmo sem saber ao certo que isso ia acontecer, de alcançar pessoas que querem dividir comigo e com o mundo a sua forma de pensar também!

E percebendo isso pensei em criar, em comemoração aos dois anos do blog, um quintal da minha casa virtual. Um lugar que eu possa estender o que recebo de forma particular para outros leitores também. Um lugar onde meus leitores possam se encontrar e descobrir o quanto temos todos em comum. Criei no Google plus uma comunidade especial para esse encontro. Intitulada de “Faça você mesmo” a educação de seus filhos, será um lugar para mães e pais que dividem esse gosto e que tenham dicas, ideias e muito mais para dividir com outros pais.

Também pode ser um lugar para divulgar os próprios blogs, de uma forma interessante, para um público segmentado. Sem dúvida uma porta de entrada para quem está começando e eventualmente me procura em busca de dicas para seu próprio espaço.

Quero agradecer gente, por tudo que acontece por aqui e nos bastidores. Por todo o carinho que muita gente demonstra. Pelos acessos e pelos compartilhamentos. É muito gratificante ter contato com tanta gente nesse mundo tão grande!

Conheçam a comunidade e participem, tenho certeza que todos poderão juntos fazer um quintal cheio de novidades e ajuda mútua, cheio de ideias, inspirações e carinho!

“Faça você mesmo” a educação de seus filhos!

Musicalização para bebês

Um dos maiores estímulos que atingem um bebê é o musical. Instintivamente a gente canta para os bebês, sejam músicas cantaroladas para dormir, seja aquela bossa nova que não sai da cabeça e ajuda a embalar as tardes ou seja aquela música infantil repetitiva e cheia de rima que eles tanto adoram. Está mais do que comprovado que a música auxilia no desenvolvimento de diversas habilidades, como a auditiva, a cognitiva, linguagem, memória, atenção, motora, criativa e inúmeras outras competências ligadas as melodias e letras do dia a dia.

E hoje se fala muito sobre a aula de musicalização para bebês. Existem escolas e especialistas prontinhos para dar ao seu filho tudo que ele precisa para desenvolver suas habilidades musicais.

Mas se você assim como eu não tem tempo, não acredita em um horário fixo para bebês, não tem uma escola como essa por perto ou simplesmente não tem como colocar mais uma aula extra na economia familiar, é simples: Musicalização para bebês DIY.

Por aqui sempre que tenho oportunidade apresento um instrumentos diferente para meu bebê e permito que ela explore, veja como funciona em suas mãos, nas mãos do irmão (aprender que todo mundo tem sua vez) e nas minhas ou do pai, pois ela também adora observar o instrumento funcionando.

Procuro apresentar os mais variados estilos musicais, de diferentes países, idiomas, ritmos, instrumentos, regras e culturas.

Cantamos juntos músicas que explorem rimas e repetições, estimulo a tocar no pé ou bater palmas conforme a música, danço com ela no colo e danço para ela ver, tudo acompanhada de Bernardo que faz ela gargalhar simplesmente por existir.

Faço de instrumentos pequenas coisas do dia a dia como potes da cozinha ou o simples batucar na mesa, aliados a uma música já conhecida, como uma forma de estimular a improvisação, o inusitado e a criatividade.

Fico cantarolando as músicas sem palavras, mas ainda imitando os gestos, dessa forma estimulando a memória e o raciocínio.

Respeito o seu tempo e seu limite. Na grande maioria das vezes uma brincadeira não demanda 30 minutos de atenção por parte de um bebê.

Lembrando que não existe uma aula, um estímulo, livro ou o que for que substitua a nossa presença e cuidado com o bebê. Não adianta ter uma biblioteca de dar inveja em qualquer outra mãe, ter um repertório musical digno da FM mais próxima, dar tintas, massinhas caseiras ou o que for que o mercado oferecer de lindo e super necessário, se você não estiver presente para cantar, contar, ouvir, pintar e se deliciar com as pequenas descobertas.

Faça você mesmo a educação de seus filhos. O maior investimento é de tempo e o retorno é imensurável!

Primeiro livro para o bebê – faça você mesmo

Seguindo essa onda de faça você mesmo que ronda o mundo, a internet, as comunidades alternativas e a minha casa, Paulo resolveu criar o primeiro livro do nosso bebê.

Como foi ele quem deu o primeiro livro para o Bernardo, enquanto ele ainda estava na minha barriga, e essa livro é tão importante e querido para o menino que inclusive já decorou suas páginas, Papai resolveu presentear Natália também.

Dizem que do primeiro filho a gente anota até a hora que foi ao banheiro, e com o segundo acaba ficando mais “deixa a vida me levar”, e em inúmeros aspectos estou comprovando essa teoria. Bem diferente de seu irmão, Natália praticamente não tem estoque literário nessa sua longa vida ( Assim como várias outras coisas que ela receberá como herança do irmão).

 

E como do dia para noite as coisas relacionadas a bebês como por exemplo mordedores, pelúcias, bichos de borracha, chocalhos e afins tornaram-se uma das coisas mais interessantes e legais da face da terra para meu filho de cinco anos, esse livrinho sobre as vogais, cores e formas foi paixão imediata para o menino.

E eis uma das coisas que Bernardo mais gosta de fazer com a irmã, ler! (claro que suas ideias são outras e envolvem muito mais contato corporal, mas ainda não está autorizado) A menina presta tanta atenção em seus movimentos e suas palavras que até emociona ver os dois juntinhos. Bernardo conta a história, muda de assunto, fala de lugares que ela irá passear, volta para a história que ele está inventando, muda de foco e fala comigo, volta o foco e fala com a menina, faz caras, caretas, barulhos, bocas e muito mais. Sem dúvida é infinitamente mais criativo ao contar histórias do que eu fui para ele… E Papai derrete-se de orgulho!

 

Mário e Luigi para colar na geladeira – DIY

Assim como as aves de verão, os amores as modas vem e vão! E como vocês já perceberam o mundo de Mário está tomando conta do universo de meu filho geek.

Mas como ele ama o mundo de jogos de vídeo game, mas ainda não se interessou pelos controles remotos, ficamos sempre em busca de ideias para que ele possa brincar nesse mundo de uma forma mais ativa, desenvolvendo sua criatividade.

Depois de montar uma fase inteira de papel desenhado e recortado, tive a brilhante ideia de fazer uma fase de bonecos magnéticos!

Junto com Bernardo escolhi os personagens no google imagens, fiz uma montagem no corel drawl, e levamos a uma loja de revelação. Então pedimos para que eles preparassem a foto impressa em uma manta magnética.

Com ajuda do Bernardo recortei os bonecos e decoração.

E as fases ficaram por conta do menino, que na geladeira da cozinha criou um vídeo game onde os comandos ficam por conta de suas mãos!

A impressão custou R$ 10,00. E não tem uma visita que venha conhecer a Natália que vá embora sem jogar pelo menos uma fase do jogo! Além de deixar a cozinha divertida e decorada de uma forma original!

Não ficariam ótimos como lembrancinha de aniversário?

Versão para download:

Stencil para bolo – DIY

Você conhece a Tanlup? É simplesmente a rede social mais divertida para comprar e vender coisas legais e exclusivas! Adoro passear nas lojas, acho muito legal essa união de pessoas, objetivos e gostos! Eles também tem um blog bem bacana, cheio de projetos crafts e originais.

E hoje no blog da Tanlup, você encontrará um tutorial inédito que a Inventare preparou. Trata-se de uma ideia para deixar aquele bolo especial ainda mais charmoso! Criei um stencil para bolo, que poderá deixar seu recado ou mensagem de uma forma delicada, divertida ou romântica. Vale a pena conhecer o tutorial!

Passa lá! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...