BLW Introdução alimentar para bebês

Depois de seis meses do mais puro e exclusivo leite materno depositado em duas coxas shar pei e cheios dos mais infinitos laços de amor e carinho, chegou enfim (mais rápido do que eu desejaria) a hora da introdução alimentar!

Como ter um filho mais velho é ter referência para qualquer experiência (sóquenão) eu esperava que de cara a menina adorasse comer e devorasse colheradas e colheradas da mais melequenta papinha. Mas assim como na amamentação, que ela demorou uns dias para pegar gosto, a comida também teve um tempo de adaptação.

De minha parte tive que ajustar os horários. Como ela mamava em livre demanda, nunca tinha fome o suficiente na hora das refeições. Então comecei a observar coisas do tipo – não dar o peito após às 9 horas, para ela poder almoçar às 11. E fomos nos ajustando.

Para piorar, quando ela teve reação com a vacina de seis meses e tinha ânsia de vômito só de olhar para a seringa do remédio, nós tivemos a brilhante ideia de dar remédio com a colher. Claro que a menina associou colher a coisa ruim, e por uns dias foi ainda pior as investidas alimentares.

Foi então que comecei a oferecer pedaços de fruta para ela experimentar. Sempre pedaços grandes e com supervisão. E foi dessa forma que ela começou a sentir vontade conhecer os sabores. A sujeira é grande, a paciência também tem que ser. Mas é uma forma gostosa de iniciar essa nova fase, e pode servir de dica se você também tiver com um bebê que não gosta muito de comer.

Agora já estamos em uma fase em que ela vê alguém comendo e já começa a lamber os lábios, as vezes rola até um estalidos pedindo comida. Coisa linda de viver.

Bernardo só foi pegar alguma coisa para comer sozinho com sei lá, 3 anos? Brincadeira. Mas sem dúvida não foi tão cedo quanto a irmã. Segundo filho, né gente. Outro departamento. Mas para comprovar minha dica e para guardar para sempre essa fase, fiz um vídeo com os melhores momentos e sensações que sabores novos podem trazer:

Pensa em um gengivão lustroso! hahaha

*Depois que preparei esse post descobri que dar alimentos sólidos para um bebê é uma técnica conhecida e muito legal chamada BLW - baby-led weaning. Existe um mundo todo falando disso e indicando por seus benefícios. Eu fico no meio termo, pois deixo ela descobrir a comida ao mesmo tempo que ofereço alimentos com a colher.

Quer ficar por dentro de todas as ideias da Inventare? Curta nossa página no facebook!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 ideias sobre “BLW Introdução alimentar para bebês

  1. Mil parabéns pela paciência e disposição. Eu só olhava e contabilizava o que teria que ser lavado só pelas imagens. A minha, talvez mais preguiçosinha, gosta de ficar sentada, bocão aberto, só esperando pela próxima colherada!
    Amei ver as mãos gorduchinhas “analisando” a comida!
    Beijos!!!!

  2. Essa tecnica de introduzir alimentação solida com pedaços grandes e deixar o bebê explorar á vontade os sabores e textura é maravilhoso! Pretendo praticar BLW com meu caçula. Se tudo correr como o planejado, adeus papinhas insossas depositadas goela abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>