Caixinha sensorial para bebês – DIY

Natália é um bebê muito curioso e cheio de energia para buscar o novo. Sinto que quando a menina começar a engatinhar todos nós teremos que redobrar as atenções e cuidar para mantê-la em segurança (diferente do Bernardo, que onde eu colocava sentado ele ficava!). Mas enquanto ela ainda não tem a autonomia de buscar coisas novas tenho que me reinventar em novidades para deixá-la brincando sentadinha.

Foi assim que tive a ideia de fazer essas caixinhas sensoriais. O interessante é reaproveitar caixinhas que irão para o lixo, como do creme dental, perfumes, cotonetes e outras centenas que trouxemos do mercado diariamente. Eu usei as caixinhas da coleção Natura Mamãe e Bebê que recebemos em casa como um mimo da Natura.

Além das caixinhas separei alguns tecidos de texturas e cores diferentes. Encapei cada uma, que são de tamanhos e formatos levemente diferentes. O estímulo dessa brincadeira está ligado a visão, pelas cores e estampas, mas principalmente ao tato, que a cada toque nos diferentes tecidos vivencia novas experiências.

Vale lembrar que nessa fase o bebê leva tudo a boca, e exatamente por isso é importante que os tecidos estejam limpos. E se o bebê for um pouco mais velho as caixinhas podem ser perfeitos blocos de montar (no momento o único interesse da menina era derrubar os prédios que Bernardo montava).

Quando entreguei as caixinhas para Natália a primeira que ela escolheu foi a verde brilhante, ela tocou e colocou diretamente na boca, a sensação não foi muito agradável e rapidamente ela dispensou e buscou a próxima. A vermelha de pelúcia ficou bastante tempo em suas mãos, pelo incrível que pareça essa foi a que mais aguçou sua curiosidade visual, mas no momento em que foi para a boca também foi reprovada, pois fez cosquinha em seu nariz. E por fim a preferida para lamber e babar foi a azul, encapada com cetim.

Observar as carinhas fofas em cada descoberta dos sentidos é também um exercício gostoso para quem observa, pois quem não se derrete quando um bebê faz careta de desagrado ou sorri e balbucia sua própria língua ao aprovar alguma coisa?

E além de todo o desenvolvimento sensorial, o tempo partilhado, as fotos engraçadinhas e o carinho na preparação… esse brinquedo é totalmente sustentável. Diversão e economia!

Quer ficar por dentro de todas as ideias da Inventare? Curta nossa página no facebook!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 ideias sobre “Caixinha sensorial para bebês – DIY

  1. Muito bacana a idéia e eu amei o texto. Consegui imaginar certinho o rostinho dela com cada descoberta! As fotos ficaram maravilhosase a Natália, como sempre LINDA!!!

  2. A Natalia está cada dia mais linda !
    E tem cara de ser bem espertinha mesmo, serelepe, haha.
    Eu adoro o seu cantinho e por isso te indiquei pra responder uma tag.
    Me desculpe se você já respondeu… Eu iria adorar saber mais sobre o blog que eu tanto gosto.

    Beijos ;)

    Post da TAG !

  3. É bacana “inventare” para os filhos não é Diana. Como você disse, é totalmente sustentável. Além do gosto de fazer algo para agradá-los e estimulá-los em seu desenvolvimento, ainda há a satisfação de vê-los brincar com gosto e liberdade.

    As fotos, lindas como sempre! Um beijo grande!

  4. Me gusta saborear y visitar blogs, aprecio mucho el contenido, el trabajo y el tiempo que ponéis en vuestro blog. Buscando en Google he encontrado tu web. Ya he disfrutado de varios publicaciones, pero este es muy interesante, es unos de mis temas predilectos, y por su calidad he disfrutado mucho. He puesto tu blog en mis favoritos pues creo que todos tus publicaciones son interesantes y seguro que voy a pasar muy buenos ratos leyendolos.
    [url=http://www.ecotiendadelbebe.com/es.html]tienda bebe[/url]

Deixe uma resposta para Paola Bernardino Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>