5 coisas que não podem faltar na sua lista de ano novo

Você gosta de preparar uma lista bem especial para iniciar o ano cheio de boa vontade e disposição? Então risca o emagrecer e companhia e anota essas dicas a seguir. Pode ser que a calça 38 nunca mais volte a servir, mas com certeza seu próximo ano será infinitamente mais feliz!

Aprenda uma coisa nova:

Pode ser dirigir, dançar pole dance, fazer esculturas de berinjela, costurar, falar chinês… sei lá. Alguma coisa que te estimule e que não seja necessária em seu currículo, alguma coisa simplesmente para instigar seu cérebro e seu coração.

 

Observe a beleza nas pequenas coisas:

Não sabe por onde começar? Então observe uma criança, elas são ótimas em descobrir beleza e magia em uma simples folha no chão. Elas tem olhos ávidos por novidades e diversão. Elas tem a paciência e discernimento de perceber que uma pequena pedra é mesmo parecida com aquele pássaro do desenho. Seus dias serão mais valiosos se você observar a beleza das pequenas coisas. Acredite.

 

Reserve um tempo para sonhar:

E de tanto sonhar, reserve um tempo para realizar!

 

Faça colorido o seu dia a dia:

Use as cores do vento, as cores das músicas, as cores dos beijinhos de boa noite, as cores das apresentações da escolinha, as cores dos rastros de pé sujo, as cores do escorregador do parquinho, as cores do ursinho preferido, as cores do bigode de leite e faça seu arco íris particular. Colorir o dia a dia é a certeza de nunca sentir-se sozinho.

 

Olhe para dentro de si mesmo:

Tenha o hábito diário de olhar para dentro de si. Converse consigo e descubra o que te faz feliz. Se esforce para estar bem internamente. E permita que o sorriso que estampa seu rosto seja um reflexo perfeito projetado de seu interior!

E que 2014 seja um ano maravilhoso para todos nós. Não só feito de dias de sol, pois a chuva nos ensina sobre proteção. Não só feito de dias de bem, pois o mal serve para sermos gratos pelo que temos. Mas feito diariamente de muito amor, pois sem amor não há frutos para colher lá no futuro!

*Curiosidade sobre esse post: Todas as fotos são feitas com o celular!

Presente de natal personalizado

E gente, terminando a série “faça você mesmo seu natal”, entrego o último passo a passo de um mimo que preparei para presentear por aqui. É barato, carinhoso, lindo e feito de um símbolo natalino, sei que o gorro e tals não combinam com a nossa realidade, mas faz parte do natal que conhecemos. Ficou uma graça!

Separa um Kitkat, uns pedaços de tecido, chama as crianças para ajudar e se joga na confecção desses pinguins lindos e deliciosos. A ideia original não é minha, encontrei dezenas de inspirações por aí, mas não contente fiz uma versão particular e única, assim como deve ser o artesanato.

Para reproduzir você precisará da arte do pinguim, que está disponível no fim do post para download, de tecido para o gorro, feltro para o cachecol, algumas peças como botão e guizo para os detalhes, cola, tesoura, linha e agulha. E um chocolate para personalizar, usei por aqui um kitkat.

Imprima a arte, recorte e cole embalando o chocolate. Depois passe para os detalhes, como cachecol.

Para fazer o gorro usei um tecido medindo 20 cm de comprimento por 10 cm de altura. Toda a costura fiz a mão, sem muito detalhe. Comece fazendo uma barra simples em um dos lados.

Meça a largura do gorro sobre o chocolate. Fica levemente franzido. Costure para prender no tamanho certo.

Depois vire do avesso e pesponte o final do gorro, ficará assim:

Depois vire do lado certo e aplique o gizo ou pompom ou o que você tiver em casa. O negócio é bem versátil.

Cole o gorro com cola quente.

O resultado fica realmente encantador!

Esses chocolates que preparei serão entregues para algumas pessoas que deixaram nosso 2013 mais doce. Gostaria de poder entregar um para cada leitor, parceiro e amigo que esteve por aqui também, como isso não é possível deixo todo meu agradecimento as palavras, incentivos, dicas, carinho e muito mais que recebi por esse portal. Vocês deixaram meu 2013 mais doce, obrigada!

Para impressão:

Dica de leitura para as férias – blogs maternos!

Faz tempo que queria fazer um blogroll de alguns blogs que amo ler, hoje preparei e deixo para vocês como sugestão para as férias. Clique nos links! :)

Minha mãe que disse que a receita para bem criar um filho é uma mistura de verdades relativas e bom senso. E eu acredito. Por aqui a gente gosta de Inventare moda, gosta de um dia a dia cheio de cores e sabores e principalmente gosta de criar possibilidades com o que nos é oferecido. Mas saindo um pouquinho da nossa janelinha particular, em um piscar de olhos encontramos um mundo cheio de possibilidades, verdades e bom senso.

Não vejo na blogosfera materna uma forma de fazer uma mãe perfeita, mas gosto mesmo de conseguir pegar o que cada uma tem de melhor e divide com os outros. Porque bagagem de mãe é assim, a gente vai acumulando e carrega por onde passa.

Se pelo menos houvesse nessa vida de gestante e mãe, um pequeno guia prático não haveria tanta conversa pra mãe dormir. Pois ser uma  potencial gestante em tempo integral é algo que nem mil dicas de mãe podem resolver.

Tem mãe que procura alternativas criativas para entreter os kids indoors, já tem outras que vivem na pracinhaTem mamãe de primeira viagem, assim como tem mãe de dois e até homem que fala em nome dos pais de múltiplos.

Sejamos nós mães brasileirasuma mãe das arábias ou até mãe das trigêmeas de Manaus, temos todo direito de ser uma mamãe de fases em constantes mudanças de sentimentos e hormônios. É de uma hora para outra passamos de mamãe cansada para mamatraca e haja diário de uma mãe polvo suficiente para registrar nossos momentos que passam de bolinhas de sabão para maria a reciclando com a mamãe em questão de horas.

Em minha opinião não existe um único Roteiro Baby, existe vários, um em cada cidade, ou melhor, um em cada pessoa.  E quando encontramos nosso melhor lado Diiirce finalmente descobrimos que mamãe e cia é além de um lugar comum, o nosso lugar mais especial!

Porque sinceramente, é só saindo de nosso próprio mundo ovo que podemos descobrir que ser mãe da cabeça aos pés é como já dizia o velho poeta, uma maternidade colorida.

E Ká entre nós, com um pouquinho de bossa mãe, todas podemos ter uma vida de mãejestade! E me diga gente, o que seria dessa loucura materna se enfim não estivéssemos crescendo juntas?

Biscoito de natal para fazer com as crianças

Casa com cheiro de biscoito recém assado e toda uma vida trabalhada em lembranças olfativas da infância. Pelo segundo ano consecutivo preparamos juntos por aqui essa receita especial de biscoitos. Como vocês bem sabem nossas feitorias natalinas servirão para presentear pessoas especiais que compartilharam esse ano conosco. Uma forma carinhosa, original, barata e de quebra uma oportunidade de falar com as crianças sobre o real valor das coisas.

Todos entram no esquema de preparação. E esse ano resolvemos não fazer gingerbread, mas sim essa rena inspirada em uma imagem que encontrei na internet. Inspirada porque tive que fazer dezenas de acertos para que uma criança de 6 anos pudesse brincar também.

Cortei todos os biscoitos redondinhos, depois fiz um molde vazado dos chifres, olhos e nariz da rena. Os olhos e chifres pintamos com chocolate meio amargo, já para o nariz vermelho usamos um bocadinho de corante alimentício.

Ingredientes:

3 xícaras de farinha
1 e 1/2 colheres(chá) de fermento em pó
3/4 colher(chá) de bicarbonato
1/4 colher(chá) de sal
1 colher(sopa) de gengibre em pó
1 e 3/4 colheres(chá) de canela em pó
1/4 colher(chá) de cravo em pó
6 colheres(sopa) manteiga sem sal amolecida
3/4 xícara de açucar mascavo
1 ovo grande
1/2 xícara de melado de cana
2 colher(chá) de essência de baunilha
1 colher(chá) de raspas limão

Preparo:

Peneire os ingredientes secos e misture-os. Bata o açúcar e a margarina na batedeira até misturar bem. Adicione o ovo, o melado, a baunilha e o limão. Em seguida aos poucos com uma colher adicione os demais ingredientes. Cubra e deixe descansar em temperatura ambiente de 2 a 8 horas.

Pré-aqueça forno a 190°C. Abra a massa com o rolo em uma superfície bem enfarinhada, na espessura de 1/2 cm. Corte nos formatos que desejar, coloque em assadeira untada e leve ao forno pré-aquecido por 7 à 14 minutos ou até dourar.

Logicamente que ficaram disformes, tortinhas e borradas. Essa é a prova que uma mão infantil participou da produção. E para mim isso deixa o trabalho ainda mais valioso.

Algumas pessoas que foram degustadores dos testes não conseguiram enxergar uma rena no desenho. Mas vai gente, esforça um pouquinho vai, por uma mãe que está cheia de orgulho do trabalho natalino!

Cartão de natal faça você mesmo

Estamos por aqui preparando nossos regalos especiais de natal. Vocês sabem bem que gosto de preparar a maioria das coisas com as próprias mãos. Primeiro porque amo, fica original e cheio de amor. Segundo porque é uma forma de tentar contornar o consumismo, mostrando na prática para as crianças de que forma.

Por isso nessa semana teremos por aqui um “especial” de natal, pois estou finalizando a maioria das coisas que estamos preparando. E só vou dizer uma coisinha: -A casa está com um cheiro delicioso de biscoitos!

A etapa de hoje é uma ideia para um cartão especial ou talvez uns tags diferentes. Fácil de fazer e o melhor, uma forma de diversão com as crianças.

Separa aí umas cartolinas, ou E.V.A, tesoura, fita adesiva e vem comigo!

Preparem juntos nariz de rena vermelha, barba, bigode, chapéu, gorro, chifres e o que desejar. Não importa se ficar tudo meio tortinho, pois isso confere um charme e personalidade todo especial. Depois é só prender nos palitinhos de churrasco e preparar a máquina fotográfica!

Com essas imagens em mãos, que podem envolver a família inteira, basta revelar as fotos e confeccionar os cartões. Faça detalhes com fitas, laços e botões. Por fim você terá um cartão barato e único!

Olha se não fica a coisa mais graciosa desse mundo:

Esse post faz parte da nossa coluna na Revista Educar de Dezembro! Confira aqui a versão on line completa. :)

Mas eu me mordo (ou quem sabe mordo você) de ciúme!

Era uma vez um menino lindo, comunicativo, muito amado e esperto. Esse menino começou a sentir-se sozinho, achou que ter irmãos era um negócio da China e começou a pedir insistentemente para que seus pais lhe dessem um irmãozinho. Os pais desse menino, que já estavam com o coração pedindo bis, acharam que aquela hora seria realmente boa para um repeteco e pronto, arranjaram um bebê.

Durante a gravidez já ouve descontentamento, pois o menino teve que esperar nove NOVE meses para receber o sonhado bebê. Que criança tem paciência para esperar NOVE meses para ganhar algo que foi oferecido?

Dias vão dias vem esse negócio de ser irmão mais velho tornou-se uma coisa levemente chata. Aquela bolinha de gente começou a dominar o mundo todo. Primeiro os dias, noites e peitos da mãe, depois todos os conhecidos que apareciam para conhecer a dita cuja.

Não é à toa que todas as pessoas que passam por minha mãe perguntam se eu tenho muito ciúme, pensou o menino. Pois quando 9 quilos de bochecha, pança e coxas aparecem a concorrência é um pouco desleal.

Mas esse mesmo menino que sempre impressionou a mãe com a forma que lida com o mundo a sua volta, continuou impressionando. Mesmo com o tufão que passou por sua vida e rotina, ele vem tirando de letra os novos obstáculos. Normalmente encontra no meio da multidão alguém que está disposto a conversar além do gugu dadá. E sempre arranja um jeito criativo de ganhar seu espaço.

Claro que muitas vezes ele resolve nitidamente chamar a atenção fazendo birras, subindo onde não deve, sendo mal educado propositalmente, chorando sem motivo aparente, mas ele é uma criança e seus pais procuram entender isso e levar tudo da melhor forma o possível.

E o menino ama o bebê. Mesmo aproveitando para sempre dar uma sacaneada básica quando pode, ele nitidamente gosta da menina. E ela então, pode sofrer o bulliyng fraterno que for e acha a coisa mais engraçada de toda sua vidinha!

Mas, essa história não termina por aqui, pois era uma vez uma menina que tinha muito ciúme do irmão mais velho e nem sequer tentava disfarçar…

Rena de feltro passo a passo

Ainda na onda de decoração natalina, preparei esse “varal” de renas de feltro. Estavam na minha cabeça a dias, mas foi só hoje que enfim tornaram-se reais. Amo mesmo o natal, a casa está ficando uma delícia.

A rena é tão fácil de fazer que nem tinha molde, fiz o desenho sobre uma capa de revista velha e fotografei o passo a passo. Tenho certeza que você conseguirá reproduzir o mini molde, mesmo sem precisar imprimir para copiar.

1- Desenhei o molde em uma capa de revista, primeiro a parte do rosto, depois as orelhas e por fim os chifres.

2- Montei para poder pespontar.

3- Preparando para começar a costurar

4- Costurei a parte da boca

5- Caseando os lados para unir frente e verso

Entre o passo 5 e seis ainda preenchi com manta siliconada, e preguei um botão vermelho para caracterizar o nariz do Rudolph.

6- Fiz os olhos com cola em alto relevo. Gosto do resultado, pois ficam brilhantes e delicados.

E para finalizar preguei laços verdes para dar um charme a mais no trabalho:

As renas já estão lindas assim. Podem decorar a árvore de natal, podem ser presas em lindos laços de presente. Super versáteis. Aqui em casa preparei um enfeite um pouco diferente. Com um pouco de corda de palha e umas bolinhas de tecido:

E colocadas em uma porta de madeira ficaram puro amor:

Gasto total do enfeite R$ 0,00. Tinha tudo em casa. Mas se você não tiver, não gastará mais do que R$ 10,00. E o efeito fica muito bom. Seria até um presente cheio de personalidade e afeto.

Cada vez que passo pela porta com Natália no colo ela quer fazer “bibi” no nariz vermelho de cada uma. Não falo que só pari gênios! haha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...